Os nossos autores

Irmão de S. João de Deus e Sacerdote. É licenciado em Teologia e em Psicologia e doutorado em Teologia Pastoral da Saúde. Tem também pós-graduações na UCP, Lisboa, e na Universidade Teresianum (Lateranense), Roma. Estudou línguas em Paris e Londres.

Não gosta de falar de si – o que pretende dizer está nos seus poemas e pouco há a acrescentar. Alfacinha de São Vicente de Fora transplantado para a linha de Cascais, considera-se um produto da era da televisão, quando esta ainda ensinava algo. É engenheiro electrotécnico de formação, mas sempre trabalhou em informática. Algures pelos anos 70 também teve um blusão de cabedal e punk rock a entrar-lhe nos ouvidos. A música continua a ser fundamental, mesmo para a escrita – sem música imagina-se a definhar lentamente, até desaparecer numa singularidade, como se fosse um buraco negro. Na poesia, vem dos picos épicos para a planície da irrisão e espera manter-se por lá. Acha que o segredo para uma vida feliz é não levar nada demasiado a sério.

Alice nasceu livre na alma e no pensamento. Vive em cada um de nós, sem pertencer a ninguém. Ama porque amar é bom e sonha porque o sonho lhe dá vida. Acredita no amor verdadeiro. Daqueles que nos inquietam e ao mesmo tempo nos trazem paz. Daqueles que nos fazem fechar os olhos e sorrir. Daqueles que mesmo só na memória nos fazem sentir no corpo. Vive no mundo de todos em algum recanto de cada um. Alice tem asas e vai voar a vida inteira.

Nasceu em Águeda. É professora do primeiro ciclo, ativista política e cronista na imprensa regional. Tem cinco livros publicados (três deles em coautoria). Os géneros literários das suas obras inscrevem-se nos campos da poesia e da litera­tura infantil.

Nasceu em Ingoré, Guiné-Bissau. Reside há mais de seis anos em Portu-gal, tendo concluído a sua licenciatura em Direito pela Faculdade de Direito da Uni-versidade de Lisboa. É também formado em Contabilidade pela ENA – Escola Nacional de Administração da Guiné-Bissau...

Nasceu em Lisboa, em 1992. Sempre possuiu uma mente criativa. Desde cedo, sentiu a necessidade de transportar as suas ideias para o papel.

É investigadora doutorada na Faculdade de Letras da Universi¬dade de Lisboa. Tem obras publicadas nos domínios da crítica e análise literárias e da tradução, nomeadamente «O Sesudo e o Sandeu.

Doutorada em Literatura Portuguesa e com Agregação e dois pós-doutoramentos em Literatura, que trabalha na sua relação com as outras artes. É professora e Diretora de Licenciatura na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Diz o autor acerca da obra: “O título, como de costume, fui buscá-lo a um poeta: Mário de Sá-Carneiro. (...)

Dois jovens amigos, numa noite de copos como tantas e nas profundezas do Barreiro, decidiram criar um universo literário e cinematográfico sobre o qual pudessem verter as suas paixões pelos estilos western, policial e gangster. Em pouco tempo, criaram uma panóplia de personagens a explorar.

Um dos mais talentosos contadores de histórias no panorama literário português contemporâneo. Nasceu em Faro em 1965. É autor de diversas novelas e livros de contos, entre os quais se destacam No País das Porcas-Saras (2010), Amor e Liberdade de Germana Pata-Roxa (2012) e O Mel e as Vespas (2015).

Nasceu em Madrid, filho de pai português e mãe espanhola. Licenciado em Direito e Línguas e Literaturas Modernas, exerceu sobretudo a profissão de professor. Fortemente influenciado pela ficção narrativa espanhola, foi por duas vezes distinguido pela Associação Portuguesa de Escritores com prémios literários.

Nasceu em Angola, Luanda, em 1966. Em 1971 vem com os pais para Portugal (Alijó, coração do Douro) onde faz os estudos primários e secundários, passando também por Vila Real. Mais tarde ...

Herculano Alves é Franciscano Capuchinho português. Estudou Teologia no Instituto Católico de Toulouse, Filologia Românica na Universidade de Coimbra e Ciências Bíblicas no Instituto Bíblico de Roma, tendo feito o seu doutoramento em Teologia Bíblica na Universidade Pontifícia de Salamanca.

Nascido em Lisboa em 28 de Novembro de 1938, encetou a sua vida profissional aos 15 anos, frequentando simultaneamente, à noite, um Curso Comercial. Cedo se afirmou, no entanto, como autodidacta, aprendendo sobretudo com a sua vivência e tirando partido do seu imenso gosto pela leitura.

Nasceu em Lisboa. Sempre na companhia dos livros, viveu em diversos locais do país, o que a deixou fascinada pelo comportamento humano em todas as suas valências e pela diversidade social e cultural. (...)

Germana Tânger (n. Lisboa, 16 janeiro 1920) é uma das figuras maiores da cultura portuguesa da 2ª metade do séc. XX. Divulgadora de poesia durante mais de quatro décadas, o seu nome ficará para sempre associado à palavra dita, quer através de inúmeras sessões de poesia por todos os continentes, quer através da sua atividade enquanto professora de voz e dicção, no Conservatório Nacional, durante 25 anos.

Professor do Ensino Básico. Publicou em 2008 o seu primeiro livro de poesia, Ninguém Pelas Ondas do Mar Entrando. No Ar.Co (Centro de Arte & Comunicação Visual), realizou a sua formação em fotografia, participando em diversas exposições colectivas neste domínio. Colaborou ainda na revista New Optimism nas áreas de Literatura e Fotografia.

Formada na International School of Bowen Therapy em 2007. Terapeuta e formadora em Terapia Bowen ISBT. Tem vasta experiência nesta técnica miofascial, suave e confortável, que permite aliviar dores e queixas corporais, proporcionando bem-estar.

Dois jovens amigos, numa noite de copos como tantas e nas profundezas do Barreiro, decidiram criar um universo literário e cinematográfico sobre o qual pudessem verter as suas paixões pelos estilos western, policial e gangster. Em pouco tempo, criaram uma panóplia de personagens a explorar. (...)

Est né le 12 février 1967 à Gam-Jandim, près de la frontière sénégalaise, au nord de la Guinée-Bissau. Il a contribué à la sensibilisation à la Première Plateforme de la Démocratie en Guinée-Bissau. En tant que membre de l’Institut de Coopération Portugaise il a rejoint la formation des professeurs de portugais de lycée de Guinée-Bissau au Centre Culturel Portugais de Bissau. Arrivé au Portugal à la fin 2000, il a été boursier à l’Institut Camões à Lisbonne et a étudié à la Faculté de Lettres de l’Univer¬sité de Lisbonne. Il vit et travaille actuellement à Paris.

29 anos. Licenciado em Gestão de Recursos Humanos, mestre em Gestão de Empresas e Coach certificado pela International Coaching Community. Sonhador e romântico. É apaixonado por viagens, fazendo novos amigos por onde passa. Tem outra paixão: história. Desfruta um dia de cada vez e, claro, vai escrevendo e partilhando os seus devaneios.

Nasceu em Lisboa, em Dezembro de 1935. Tem formação académica nas áreas de História, Filosofia e Lógica Matemática.

Por muitos considerado o pai fundador da etnografia, da dialectologia e da arqueologia portuguesas, José Leite de Vasconcellos foi, e continua a ser, um colosso da cultura, das letras e do pensamento. (...)

José Manuel Costa Sanches Mendes Teixeira da Fonseca, estudou na Universidade de Lourenço Marques até ao primeiro ano de Medicina, tendo finalizado o curso na Faculdade de Medicina de Lisboa. Optou pela carreira de Clínica Geral/ Medicina Familiar, tendo o grau de Assistente Graduado. Desenvolveu as suas funções, essencialmente, em Portel e Évora.

Terapeuta, filósofo, poeta, ensaísta, o autor tem dimensões várias difíceis de qualificar. A sua obra possui uma dupla componente de espiritualização do material e de psicanalização do Espiritual. Publicou dez livros nas áreas da Fisioterapia, Psicologia, Filosofia e Espiritualidade.

Luís de Morais Sarmento (n. 1961) cursou arquitetura na Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa. Entre 1979 e 1996 participou em várias exposições individuais e coletivas, entre as quais “Terras do Cante”, Beja (Menção Honrosa); “A vinha e o vinho na pintura” SNBA, Lisboa; “Contemporary Portuguese Art”, Jaditte Galleries, New York; “Prémio Fidelidade”, Biblioteca Nacional de Lisboa; “Peintres Portugais”, Bordeaux, França; “Terra Viva” Rio de Janeiro, Brasil; “International Art Horizons”, Photography, New York. Publicou uma brochura de poesia/desenho “Prados Ópticos”.

Escritor, jornalista e viajante. Nasceu em Braga e vive em Lima, onde é correspondente do jornal EXPRESSO. Foi presidente da Associação de Imprensa Estrangeira no Peru e ensina História da Cultura e Literatura Portuguesa na Universidad de San Marcos, a mais antiga das américas. Também ensinou na Pontificia Universidad Catolica del Perú. É no domínio da ficção que mais se tem destacado, criando personagens complexas, que fazem meditar nas contradições do nosso tempo. O que o leva a escrever obras tão intensas? “Apenas guiado pela intuição, começo por ver e sentir. Por fim, deixo correr a escrita.”

Nasceu em Lisboa em 1945, tendo frequentado o curso geral dos liceus na área de germânicas. Na sua vida profissional esteve sempre ligado à indústria hoteleira – durante os últimos 30 anos, como director-geral de hotéis em Portugal continental, na ilha da Madeira, em várias ilhas dos Açores e também em Libreville, capital da República do Gabão. Visita frequentemente diversos locais do nosso planeta e cultiva o desejo de tentar despertar consciências e vocações.

Emigrou para França ainda novo e por lá vive ainda. Sentiu a necessidade de nos contar a história da vida de uma mulher que deixou marcas, retratando ao mesmo tempo o modo de vida numa aldeia do interior beirão em meados do século passado.

Além do curso geral dos liceus, domínio do inglês e do francês por ter frequentado escolas das respectivas nacionalidades. Curso sobre «Short stories» no Regent Institute de Londres. Cursos no IADE de Cerâmica (Mestre Calado), Pintura e Desenho (Mestre Lima de Freitas) e História de Arte (Prof. Dr. António Quadros). Devido a uma curiosidade constante assistiu a inúmeros pequenos cursos de variados assuntos. Podendo apenas afirmar-se como autodidata.

Sou um engenheiro que tem queda para os poemas. Nasci em Lisboa e por cá penso viver. Não sou homem de muitas palavras, mas sim de muitos versos.

Nasceu em 1970 em Rãs, pequena aldeia do concelho de Sátão, distrito de Viseu. É autor de uma bibliografia multifacetada: do ensaio filosófico à prosa de ficção, da poesia à literatura para crianças. Publicou: Um Planeta Ameaçado: A Ciência Perante o Colapso da Biosfera (2006), A Cirurgia do Prazer (2010, 2016), O Templo da Glória Literária (2010), Ser Como Tu (2011), O Lugar das Coisas (2012, 2016), Aprenducar com a Mãe Natureza (2012, 2016), SobreViver (2013), Amo, Amas, Amar: Quase tudo acerca do amor (2014) e A Casa das Palavras (2015).

Nasceu no Porto, vive em Lisboa e teve sempre uma relação de proximidade com os livros. Encontra nas Artes e nas coisas aparentemente insignificantes, inspiração para expressar ideias e emoções através de uma escrita poética e fortemente visual.

Nasceu em 1994. Natural de Belas (Sintra), viveu em Portel ─ a vila da sua infância ─ entre 2013 e 2018 e licenciou-se em Psicologia na Universidade de Évora. Desenvolveu desde cedo um fascínio especial pelo mundo dos livros e pelo Alentejo ...

Nasceu em Almada, a 29 de Maio de 1955. É professora do 1º Ciclo.

É uma avó transmontana que, como muitas outras, teve de ajudar na tarefa de criar os netos. Debateu-se assim com um problema complicado: como con­seguir que eles comam a sopa? A melhor solução que encontrou foi a de contar histó­rias. Mas quando lhe era pedido para repetir, alguns pormenores falhavam e ela ouvia: “Não é assim, avó!” Decidiu então escrever todas as pequenas histórias que tinha inventado, inspiradas no mundo que a rodeia.

Paulo Bicho Garcia nasceu em Coimbra e vive em Lisboa. Tem cinco obras publicadas: quatro romances (O Homem Ajoelhado, 2012; As Ervas do Tempo, 2013; Este Estreito Oceano, 2014; O longo voo da fenghuang, 2016) e uma novela (A cruz do assassino, 2015) com características de policial.

Nasceu em Lisboa, em 1957, e sempre viveu nos arredores da capital. Frequentou o curso de Direito na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Trabalhou na área de Recursos Humanos, tendo assumido cargos de Direcção e Administração em empresas do sector automóvel. Colaborou em jornais de escola e empresa, tendo desde jovem sentido uma forte pulsão para escrever.

Pedro Strecht, 1966 Médico de Psiquiatria da Infância e Adolescência Vive e trabalha em Lisboa. Casado, pais de três filhos Licenciou-se na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa.

23 anos. Mestre em Psicologia da Educação, Desenvolvimento e Aconselhamento pela Universidade de Coimbra. Diplomada em Bioneuroemoção pela Universidade Iberoamericana de Torreón. Cativada pelas artes da poesia, teatro, música e espetáculo. Apaixonada! Profundamente crente… na vida, no mundo e em Florbela Espanca.

É um autor sobejamente desconhecido. Homem de poucas palavras, visto que copiou do dicionário a maioria das palavras que escreveu neste livro, não aprecia idiotas. É um simples técnico de Rendimento Social de Inserção que decidiu passar para o papel as histórias mais incríveis e idiotas que vivenciou no seu local de trabalho.

Teresa Caetano nasceu em 1981, em Lamego, e sempre teve paixão pela escrita. Licenciou-se no curso de Professores do 1.º Ciclo e tem exercido a função de professora, há 15 anos, em diferentes escolas do país. Começou a escrever na adolescência. Já a trabalhar com crianças, concebeu várias histórias, não publicadas, destinadas ao público infanto-juvenil. Tem um livro publicado (Não desistas do amor, 2018). Para além da família, adora música, leitura e cinema. Assume-se como uma contadora de histórias, pois, de uma forma simples, escreve sobre grandes emoções.

Alfacinha de gema, nasceu no coração da capital em 1977. Autor e investigador luso-germânico, apaixonou-se pela Alquimia desde tenra idade…

Wisława Szymborska (1923-2012), poetisa polaca, crítica literária, ensaísta, tradutora. Foi laureada com o Prémio Nobel da Literatura em 1996. Pertence à geração dos poetas polacos do pós-guerra que responderam ao repto de Theodor Adorno: Como escrever poesia depois de Auschwitz?